sexta-feira, 27 de abril de 2018

"Matei Iasmin após ela recusar manter relação sexual comigo", diz pedreiro

O pedreiro Marcondes Gomes da Silva, de 45 anos, confessou em depoimento que matou Iasmin Lorena de Araújo, de 12 anos. A informação foi da Polícia Civil durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta sexta-feira, 27.
O homem confessou que encontrou Iasmin na casa em que trabalhava, onde teriam iniciado uma conversa. Segundo Marcondes, eles chegaram a trocar beijos e ele tentou manter relações com a criança que, assustada, se negou e tentou fugir. O homem afirma ter a contido e asfixiado, cavando o buraco e a enterrando em seguida. De acordo com o depoimento, não teria acontecido abuso sexual nem antes ou depois da morte da menina.
Para a delegada, Marcondes possui características de um sociopata. Durante a coletiva, também foi revelado que o homem teria um histórico de pedofilia, tendo, inclusive, já abusado sexualmente de outra criança da mesma idade.
A polícia divulgou video onde ele confessando o crime: Veja