domingo, 20 de maio de 2018

Debaixo de vaias, Demian Maia perde a terceira luta seguida no UFC

Foto: reprodução
Realizado no sábado (19) na cidade de Santiago, o card de estreia do UFC no Chile contou com seis brasileiros em ação, e curiosamente apenas o primeiro e o último deles a entrarem no octógono perderam seus combates – Felipe Silva foi finalizado no duelo de abertura da noite. Estrela principal da noite, Demian Maia foi superado por Kamaru Usman e anotou sua terceira derrota seguida – a pior marca de sua carreira.
Com apenas quatro semanas de preparação para o combate, o especialista em jiu-jitsu não conseguiu aplicar nenhum queda ao longo dos cinco assaltos e, pouco a pouco, caiu de rendimento diante do explosivo adversário, que abusou do anti-jogo para evitar a luta agarrada com o veterano de 40 anos.
Após um primeiro assalto equilibrado, quando Demian conectou alguns bons golpes em pé e quase derrubou Usman junto à grade, o nigeriano impôs o ritmo que quis no octógono e jogou no erro do brasileiro. Desta forma, o ritmo da disputa foi monótona, a exemplo das derrotas do veterano para Tyron Woodley e Colby Covington.
Passados os 25 minutos de luta, parte deles ao som das vaias da torcida – principalmente quando o brasileiro deitava no chão e chamava o rival para entrar em sua guarda -, Kamaru Usman foi anunciado vencedor e ampliou sua invencibilidade no evento. Aos 31 anos, o nigeriano agora coleciona 13 vitórias e uma derrota em sua carreira no MMA.
com informações de yahoonotícias