quinta-feira, 24 de maio de 2018

Trump cancelou encontro com Kim Jong-un, afirma Casa Branca

Trump enviou carta para Kim Jong-Un cancelando encontro

Foto: REUTERS/File Photos

A Casa Branca divulgou, que o presidente Donald Trump enviou uma carta ao líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, cancelando o encontro entre os dois, anteriormente marcado para o dia 12 de junho. 
Após divulgar o comunicado, o presidente norte-americano fez um pronunciamento, onde afirmou que o cancelamento é um "grande revés".

"Embora muitas coisas possam acontecer e uma grande oportunidade esteja à frente, acredito que isso seja um grande revés para a Coreia do Norte e, na verdade, um revés para o mundo", disse Trump na Casa Branca. Ele agradeceu os esforços de sua equipe na negociação que fracassou.

O cancelamento da reunião de 12 de junho foi anunciado pela Casa Branca poucas horas depois de a Coreia do Norte realizar a demolição de parte de sua instalação nuclear em Punggye-ri, o que é considerado um passo que promete reduzir as tensões na península. Jornalistas convidados pelo governo norte-coreano acompanharam explosões que destruíram os túneis do centro nuclear.

'Encontro é inapropriado'
"Estava realmente ansioso pelo nosso encontro", disse Trump na carta. "Infelizmente, devido à tremenda raiva e hostilidades demonstraada em seu mais recente pronunciamento, creio ser inapropriado, no momento, realizar este encontro longamente planejado."

A carta parece ser uma resposta a declaraçõs do vice-ministro do Ministério das Relações Exteriores da Coréia do Norte, Choe Son Hui, divulgadas na quarta-feira pela agência de notícias Yonhap, da Coreia do Sul.

Choe declarou que os Estados Unidos "nos encontrarão em uma sala de reunião ou nos encontrarão no confronto nuclear-nuclear" e que esta definição seria "totalmente dependente da decisão e do comportamento do país".
com informações de R7.com