terça-feira, 24 de julho de 2018

Após 70 tiros de fuzil, homem é executado na zona leste de SP

Carro de luxo blindado foi atingido pelo menos 70 vezes com tiros de fuzil

Carro de luxo blindado foi atingido pelo menos 70 vezes com tiros de fuzil

Reprodução/RecordTV
Um homem morreu baleado na região do Tatuapé, zona leste de São Paulo, por volta das 23h desta segunda-feira (23).
Segundo a PM, cerca de quatro suspeitos armados interceptaram o carro da vítima, dispararam diversas vezes e fugiram.

Segundo informações da RecordTV, o veículo blindado foi atingido pelo menos 70 tiros de fuzil. A blindagem não foi suficiente para proteger o motorista.
A polícia investiga se o homem era Carlos Roberto Ferreira, o "Galo", considerado um dos chefes da facção PCC (Primeiro Comando da Capital).

Em 2015, Galo foi preso em um dos camarotes da Vila Belmiro, em Santos, enquanto acompanhava uma partida do time. Ele havia sido condenado a 65 anos de prisão por roubo a banco seguido de morte e latrocínio em 2008. 

Em 2016, o ministro Ricardo Lewandowski, do STF, julgou um pedido de habeas corpus de Galo e concedeu liberdade, seguindo o princípio de presunção de inocência e o direito de responder em liberdade enquanto recursos são julgados.

A vítima foi socorrida e levada ao pronto socorro do Hospital Municipal do Tatuapé, mas não resistiu aos ferimentos. Sua identidade permanece desconhecida, uma vez que portava documentos falsos. 
Até o momento, os suspeitos ainda não foram identificados.

com informações de yahoonotícias