terça-feira, 10 de julho de 2018

Casagrande critica silêncio de Neymar após a eliminação: “Falar via Instagram é fácil”

 Foto: Getty Images
Conhecido por suas declarações polêmicas e contundentes, o comentarista Walter Casagrande Jr. não aliviou para Neymar, principal nome da Seleção Brasileira. Em sua coluna na revista “GQ”, Casão atacou o silêncio do craque brasileiro após a derrota para a Bélgica e comparou a postura do craque com a de outros jogadores da Seleção e a de Cristiano Ronaldo pós eliminação para o Uruguai.
“Aos 26 anos, ele está muito mais preparado do que antes, mas distante do que deveria estar. Falar ao seu povo após uma derrota dolorida, mas honrada, era o mínimo. Muitos o fizeram com a dignidade esperada. Casos de Paulinho, Marcelo, Renato Augusto, Miranda. Outros, é verdade, falharam como ele. Messi é o principal mau exemplo neste sentido. Cristiano Ronaldo, evitou o oba oba das vitórias, e apareceu na hora da derrota”, escreveu.
Neymar não falou com ninguém da imprensa em nenhum momento após o jogo e só publicou um post no Instagram. Para Casagrande, falta maturidade ao jogador em momentos de cobrança. “Falar via Instagram é fácil e pouco significa. Num país como o Brasil, onde a desigualdade é enorme e o futebol é um dos poucos escapes da população, esperança e frustração caminham lado a lado, seja na torcida do clube de coração ou da seleção. Quem quer liderar, precisa estar presente também nas horas difíceis e saber se portar diante das cobranças. O restante do time fez isso. A comissão técnica também. Falta o nosso astro”, opinou.
O comentarista defendeu o trabalho de Tite na Seleção, mas afirmou “discordar radicalmente da postura adotada pela comissão técnica para blindar o craque”, em especial a do coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar, que disse não querer estar na pele de Neymar pela pressão sofrida por ele durante a Copa do Mundo.
A opinião de Casagrande vai contra à da Rede Globo, que adotou um discurso mais moderado em relação ao camisa 10 do Brasil. No encerramento do “Fantástico” do último domingo, o apresentador Tadeu Schmidt leu um editorial em defesa ao jogador e pedia “que a imagem do Neymar no chão não esconda o tanto que ele lutou, todo o brilho que ele produziu de pé”.
com informações de yahoonotícias