domingo, 8 de julho de 2018

Tá louco esse homem !!! Bolsonaro: 'Quem sabe amanhã eu vire (gay) também?'

Foto: Fátima Meira/Futura Press
Em discurso a empresários, o deputado Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República, defendeu que militares ocupem alguns dos ministérios em um eventual governo dele. Ele afirmou que os presidentes anteriores nomearam terroristas e corruptos.
“Vou botar alguns generais nos ministérios caso eu chegue lá [à Presidência da República]. Qual o problema? Os [presidentes] anteriores botavam terroristas e corruptos e ninguém falava nada”, disse Bolsonaro em evento promovido pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) com pré-candidatos ao Planalto.
“Quando falam da Dilma, ela botou terrorista. É o meio dela”, disse depois, em entrevista coletiva, onde antecipou que pretende colocar militares em pastas como Defesa, Transportes e Ciência e Tecnologia.
O presidenciável também falou sobre questões sociais, disse ser contra o sistema de cotas raciais e repetiu que “tem que entrar com lança-chamas para queimar Paulo Freire”, numa crítica à metodologia de ensino do educador, e foi irônico ao falar dos homossexuais.
“Nada contra quem é feliz com seu parceiro semelhante. Vá ser feliz. Quem sabe amanhã eu seja também? É problema ou solução para mim”, indagou provocando risos da plateia.
Ele também reclamou que, no Brasil, “estão tirando nossa alegria de viver” por não se poder contar mais piadas preconceituosas sobre gaúchos, cearenses e goianos”.
“Vamos fazer um Brasil diferente, resgatar os nossos valores, comemorar o Dia das Mães. Todo mundo veio do ventre de uma mulher. Comemorar o Dia dos Pais, falar ‘ah, meu filho nasceu macho, vai ser igual ao Neymar’. ‘Não, ele vai decidir o sexo dele quando tiver 13 anos de idade’. Vamos acabar com isso.”
No evento, ele ainda defendeu a política de imigração do presidente dos EUA, Donald Trump.
“Entra qualquer um na casa de vocês? Não. Por que no país dos outros pode entrar qualquer um?”, indagou.

com informações de yahoonotícias