segunda-feira, 23 de julho de 2018

Testemunha relata detalhes de acidente aéreo que matou deputado Bernardo Ribas Carli

       Corpo de Bombeiros/Divulgação
O agricultor Adilson Batista testemunhou o acidente que matou o deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB) e outras duas pessoas na manhã deste domingo (22).
Segundo ele, que estava na casa do pai, na área rural de Paula Freitas, no sul do Paraná, o avião parecia ter falhas no motor. “Ele passou duas vezes em cima da casa do meu pai com o motor pifando e caiu aqui”, contou à Gazeta do Povo.
O bimotor de pequeno porte caiu no meio de uma plantação de eucaliptos. Batista disse ter comunicado a Polícia Militar sobre o acidente, cujas causas ainda estão sendo investigadas.
A suspeita, o entanto, é de que a aeronave perdeu altura e começou a descer sobre os eucaliptos. Segundo relatos, houve uma explosão ao bater no chão.
       Reprodução/Facebook
O avião saiu de Guarapuava com destino a União da Vitória, onde o deputado teria um compromisso político. Além do deputado, estavam a bordo o piloto Laércio Tavares e o copiloto Luis Fernando Correa de Souza.
Em uma rede social, o presidente estadual do PSDB, ex-governador Berto Richa, lamentou a morte do companheiro de partido.
“Profundamente abalado com a notícia da trágica morte do amigo e jovem deputado Bernardo Ribas Carli. Que Deus, na sua imensa benevolência, conforte a família neste momento de grande dor”, afirmou.
Bernardo tinha 32 anos e cumpria o seu segundo mandato como deputado estadual. De família de políticos, ele era filho do ex-prefeito de Guarapuava, Luiz Fernando Ribas Carli, e irmão do ex-deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho.
com informações de yahoonotícias