quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Após ser citada por Jair Bolsonaro no 'JN', Luciana Gimenez se pronuncia

Durante uma discussão sobre a questão da diferença salarial entre homens e mulheres, no “Jornal Nacional” desta terça-feira (28), Jair Bolsonaro citou a apresentadora Luciana Gimenez, da RedeTV!. Em conversa com William Bonner e Renata Vasconcellos, o deputado tentou negar que tivesse dito à apresentadora da RedeTV! que “que se fosse empregador, não empregaria mulheres com o mesmo salário que os homens”.
“Renata, você leu isso, ouviu ou viu?”, questionou o candidato do PSL quando a apresentadora do “Jornal Nacional” reproduziu sua afirmação. “Eu ouvi e li”, respondeu ela. “Foi na televisão”, acrescentou Bonner. “Foi no programa da Luciana Gimenez?”, perguntou Bolsonaro. “É. Foi na RedeTV!”, respondeu o jornalista. O deputado então afirmou que a CLT já garante a igualdade de salários e resolveu citar a diferença salarial de Renata Vasconcellos e William Bonner – sem se atentar ao fato de que eles não têm a mesma função, já que Bonner é também editor chefe do programa -, levando uma cortada da apresentadora.
“Eu poderia, até como cidadã e como qualquer cidadão brasileiro, fazer questões sobre os seus proventos. O senhor é um funcionário público, um deputado federal há 27 anos, e como contribuinte, ajudo a pagar o seu salário. O meu não diz respeito a ninguém, e eu posso garantir ao senhor que, como mulher, jamais eu aceitaria um salário menor que o de um homem que exercesse as mesmas funções e atribuições que eu”, afirmou a jornalista.
Citada na discussão que mais rendeu assunto entre os espectadores da entrevista de Jair Bolsonaro no “Jornal Nacional”, Luciana Gimenez resolveu usar as redes sociais para esclarecer a questão. Sem opinar sobre o assunto em debate, a apresentadora da RedeTV! confirmou que o deputado havia dado a ela a declaração que tentou negar. “Sem comentários políticos (da minha parte). Mas, que falou, falou”, escreveu Luciana no Instagram, na legenda do vídeo do trecho da entrevista do “JN” em que foi citada.
com informações de yahoonotícias