quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Instituto recomenda manutenção urgente das pontes sobre o Rio Potengi


A Câmara Municipal de Natal realizou uma audiência púbica para discutir a manutenção das estruturas das pontes de Igapó e Newton Navarro, que ficam sobre o Rio Potengi, ligando as regiões Norte e Sul da capital. A proposição do debate foi do vereador Sueldo Medeiros (PHS).
O vereador Sueldo explicou que apresentou um projeto que trata exatamente das estruturas físicas dos prédios de Natal, que, apesar de não contemplar as estruturas das pontes, motivou as discussões, principalmente após a análise do Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias em Engenharia (Ibape) que recomendou a urgente manutenção das pontes.
“Decidimos realizar o debate diante da importância dos equipamentos que ligam as zonas Norte e Sul da cidade, que apresentam falhas visíveis, que precisam ser sanados antes que tenhamos problemas maiores. A realidade das duas pontes é muito preocupante. No momento em que fizemos uma lei em consonância com os técnicos do Ibape, foi sugerida a audiência pública. Como engenheiro e como parlamentar, não poderia deixar de estender a mão para os profissionais que, verdadeiramente, querem contribuir para a cidade”, disse.
O engenheiro Fábio Pereira, que coordenou os trabalhos periciais nas pontes, contou explicou que a Ponte Newton Navarro necessita apenas de pequenas manutenções, mas que a Ponte de Igapó necessita de mais cuidados, principalmente depois de constatado que não há uma cultura de manutenção das estruturas.
“Em Igapó temos duas pontes. Um construída em 70 e outra em 80 com características diferentes. Principal problema de lá, são os pilares-parede, que coincidem com a área de respingo da maré, que é uma ação mais agressiva amais estrutura. A ponta está com desgaste maior e com perda das armaduras. A armadura já foi corroída pela erosão, o que está sustentando lá é o volume. O que precisa ser feito é a recuperação desses pilares-parede e reforço”, contou ao afirmar que, nas demais áreas, os problemas de corrosão são menores.
O Ibape, que realizou o levantamento, é uma entidade federativa nacional de caráter técnico com trabalho desenvolvido por meio de projetos pioneiros intimamente ligados ao desenvolvimento das atividades dos profissionais da engenharia e da arquitetura atuantes nos campos das avaliações de bens e das perícias.

com informações do agorarn.com