quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Iniciada fase da colagem em mosaico para espetáculo da FUNPAC

Após a fase de arrecadação, teve início a fase da colagem de mais de cem mil tampinhas metálicas de garrafa, em um mosaico que está sendo construído por voluntários para o espetáculo de fim de ano "Dom Quixote em Parnamoscou", da Fundação Parnamirim de Cultura (FUNPAC). As mães e filhas que frequentam o ballet municipal estão contribuindo voluntariamente com a mão-de-obra e com cola branca, para confecção do cenário.

"O tradicional espetáculo de fim de ano, que celebra nossas atividades culturais, é sempre muito esperado e costuma lotar as sessões no Cine Teatro Municipal, com a presença dos nossos artistas, ballet municipal e das famílias envolvidas. Com  12,5m de comprimento por 6,5m de altura, o mosaico será o principal objeto cênico do palco", disse o diretor-presidente da FUNPAC, Haroldo Gomes.

Rio de Leitura dá vida a Dom Quixote em contação do clássico para as bailarinas
Enquanto o mosaico avança na nova fase de produção, o Núcleo de Dança da FUNPAC, segue promovendo ações para chamar a atenção do público para o espetáculo de fim de ano "Dom Quixote em Parnamoscou",  previsto para entrar em cartaz de 14 a 16 de dezembro no Cine Teatro Municipal Ver. Paulo Barbosa da Silva.

Em mais uma dessas ações recentes, o projeto "Parnamirim, um rio que flui para o mar da leitura" realizou uma contação de histórias para o ballet municipal, dando vida ao clássico romance do cavaleiro da triste figura de Miguel de Cervantes.
Dentro da programação organizada pela instituição, a mediadora de leitura Jarlene Carvalho, da Escola Municipal Manoel de Paiva, trouxe alunos do 4º ano para a realização de uma leitura dramática e encenação de partes da ficção espanhola, para os pais e alunos matriculados no Ballet - uma nobre e lúdica oportunidade para que todos possam apreciar e entender melhor a obra.

"Dom Quixote é um clássico e, por esta mesma razão, atual.  É imperativo pôr a arte como ordem do dia. Nosso reconhecimento ao pesquisador cultural da FUNPAC, Luís Carlos Freire, por insistir na formação de leitores, ato político capaz de contribuir para a inserção do sujeito na sua história", disse Angélica Vitalino, técnica do Rio de Leitura.

"Dom Quixote em Parnamoscou" promove agenda intensa de atividades
De acordo com Luís Carlos, pesquisador cultural da FUNPAC, várias atividades são tradicionalmente desencadeadas pelo espetáculo de fim de ano. Para o "Dom Quixote de Parnamoscou", a primeira delas foi a palestra com Maria Teresa Barreto, escritora do livro "Dom Quixote da Taboa" e professora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN, em julho passado.

Houve também a apresentação de uma dança flamenca com inovações contemporâneas, pela Professora de dança da FUNPAC, Thaíse Galvão, realizada no mezanino do Cine Teatro, em agosto recente. Tudo para atrair o público para o "D. Quixote em Parnamoscou", previsto para estrear em dezembro, além da contação de histórias pelo Rio de Leitura.