sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Bolsonaro promete apoiar acordo Embraer-Boeing

Foto: Paulo Whitaker
O presidente eleito Jair Bolsonaro prometeu vai apoiar acordo entre a norte-americana Boeing e a brasileira Embraer e afirmou que no seu governo pode vender áreas da Petrobras e buscar parcerias para a empresa manter seus investimentos.
O acordo entre Boeing e Embraer está sendo discutido pelas duas empresas há meses e o governo do presidente Michel Temer esperava a definição da eleição presidencial para apresentar o projeto e encaminhar a parceria entre as duas fabricantes.
"A fusão da Embraer com a Boeing continua sem problema algum e sim ( vou avalizar)", disse Bolsonaro a jornalistas em sua primeira entrevista como presidente eleito.
Antes da eleição de Bolsonaro, o ministro da Defesa, general Joaquim Silva e Luna disse à Reuters que a parceria seria levada ao grupo de transição para que fosse analisada e aprovada ainda neste governo.
Após a eleição, o futuro Ministro da Defesa, general da reserva Augusto Heleno, afirmou também que via com bons olhos o acordo entre as duas companhias, mas que pretendia conhecer os termos do que está para ser selado.
O governo tem uma "golden share" na Embraer, que lhe dá poderes para aprovar e vetar temas estratégicos para a empresa.
com informações de yahoonotícias