terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Campeão olímpico é acusado de desviar dinheiro público

 Foto: Divulgação
O ex-jogador de vôlei Ricardinho, campeão olímpico e mundial pelo Brasil, teve suas contas e automóveis bloqueados pela Justiça por suspeita de desvio de verbas da Prefeitura de Maringá.
O bloqueio atinge Ricardinho, sua sogra, o advogado Rogério Rodrigues e o Maringá Vôlei.
Além de quatro carros, Ricardinho teve retido R$ 27,57 em suas contas. Nas contas do Maringá foram encontrados R$ 256. Nenhuma quantia foi identificada em nome dos outros réus.
A ação foi proposta pelo Ministério Público em razão de dois eventos financiados pela prefeitura de Maringá em 2014: a Liga Mundial de Vôlei (dois jogos da Seleção Brasileira contra a Polônia) e da Copa do Brasil de Vôlei. Os eventos custaram R$ 880 mil ao município.
A Confederação Brasileira de Vôlei deixou a organização com a Vôlei Brasil Centro de Excelência, presidida por Ricardinho.
Segundo o MP, a organização só conseguiu comprovar R$ 204 mil dos R$ 880 mil doados pela prefeitura.
Ainda de acordo com o Ministério Público, há provas de que R$ 255 mil foram parar nas contas de Ricardinho e da sogra dele.

com informações de yahoonotícias