segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Diego Ribas diz 'sim' ao Orlando City e espera liberação do Flamengo

  Foto: Thiago Ribeiro/Gazeta Press
O casamento entre Diego Ribas e Flamengo parece muito próximo do fim. Tanto que o meia já tem um acordo verbal para defender o Orlando City – as partes se acertaram em relação a salários e premiações por um contrato de três temporadas. Resta, porém, que o Rubro-Negro aceite liberá-lo sem custos neste momento, a seis meses do fim do vínculo.
Blog apurou que nem a nova diretoria, nem a comissão técnica de Abel Braga fazem muita questão de manter Diego. Tanto que, se renovar, ele receberá menos. Hoje, o camisa 10 embolsa R$ 600 mil de salário e R$ 125 mil de luvas – quando assinou com o Fla, o meia exigiu um bônus de R$ 1,5 milhão por ano como prêmio, que equivale a esses R$ 125 mil mensais.
A proposta feita por Marcos Braz, vice-presidente de futebol, é de que Diego receba a partir de agora apenas os salários, de R$ 600 mil, sem mais o pagamento das luvas, por um contrato de 18 meses – o jogador não gostou do desconto de R$ 125 mil por mês.
A oferta salarial do Orlando City é de US$ 2 milhões (R$ 7,4 milhões) por temporada, livres de impostos. Desta maneira, Diego passaria a receber R$ 620 mil mensais limpos, contra os R$ 600 mil brutos do Fla. Mais: a promessa nos Estados Unidos é de um contrato por três anos, com o objetivo de transformá-lo em um novo Kaká, que se aposentou no próprio Orlando City.
Diego e seu pai, Djair Ribas, gostaram dos números apresentados e aceitaram a oferta. O problema é que o Orlando City alega não ter dinheiro para comprá-lo do Fla. Se o novo presidente, Rodolfo Landim, exigir uma compensação financeira por Diego, o negócio pode melar.
com informações de yahoonotícias