sábado, 2 de fevereiro de 2019

Com Renan Calheiros Fora, Davi Alcolumbre vence eleição do Senado

O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) venceu no início da noite deste sábado a disputa para presidente do Senado em primeiro turno (Fátima Meira/Futura Press)
O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) venceu no início da noite deste sábado a disputa para presidente do Senado em primeiro turno, após uma sucessão que começou na véspera sob forte beligerância e que teve uma reviravolta com a decisão do senador Renan Calheiros (MDB-AL) de renunciar à sua candidatura. Davi Alcolumbre foi eleito com 42 votos, um a mais do que o mínimo necessário para ganhar o pleito.

Renan Calheiros desistiu da presidência do Senado

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) decidiu  renunciar à candidatura a presidente do Senado logo após o filho do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), ter revelado o seu voto no principal adversário do alagoano, o demista Davi Alcolumbre (AP).
“Flávio Bolsonaro acabou, diferentemente do que fez na votação anterior, abriu o voto, seu presidente! Este processo não é democrático”, disse Renan, sob vaias. “Esse Davi não é um Davi, é um Golias”, continuou o alagoano que abdicou de concorrer ao cargo, que ele poderia assumir pela quinta vez.

Outros candidatos renunciaram

Outros candidatos, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) , Alvaro Dias (Pode-PR) e Major Olímpio (PSL-SP) também decidiram retirar seus nomes da disputa ao principal cargo da Casa.

Votação anulada

A votação secreta anterior foi anulada por consenso de senadores após na hora da apuração ter sido constatado que havia 82 cédulas para 81 senadores.

com informações de yahoonotícias