sábado, 9 de fevereiro de 2019

Zilu processa Zezé di Camargo por falta de pagamento de pensão



A conturbada relação entre Zezé Di Camargo, 56, e Zilu Gody, 60, continua a render polêmica. Após cerca de 30 anos de casamento, os dois se separaram publicamente em 2012 e oficializaram o divórcio apenas em 2014.
De lá para cá, os dois ficam se alfinetando com declarações polêmicas. A mais recente refere-se à pensão paga pelo cantor sertanejo para ex-mulher. Fato que levou a filha, Wanessa se manifestar nesta sexta-feira (8) sobre a decisão do pai de reduzir o valor pago a mãe.
“Estou numa situação que é difícil, tenho amor pelos meus pais, mas há algum tempo me afastei dessa história porque, por ser filha, é muito difícil”, desabafou a cantora em entrevista ao programa “Fofocalizando”, do SBT.
Wanessa explicou que a mãe está processando o pai porque ele deixou de pagar algumas parcelas da revisão de um acordo assinado no ano passado e afirma que não houve nenhuma ameaça do pai contra a mãe, como chegou a ser noticiado.
Na tarde desta sexta (8), o colunista Leo Dias, do jornal “O Dia”, publicou uma reportagem contando que Zilu teria sido ameaçada e coagida pelo ex-marido para assinar um novo acordo em que abriria mão das empresas que o ex-casal ainda tem junto. E que o cantor teria ameaçado divulgar conversas íntimas dela para o seu fã-clube.
Segundo o colunista, os filhos teriam ido até a casa de Zilu para pressioná-la a ceder as empresas para o pai, que estaria falido. “É desconhecido para mim esse tipo de ameaça”, garante Wanessa. “O que aconteceu é que ele tinha um acordo, que não participei e não me envolvi, que foi o primeiro acordo que tiveram quando se separam, em que meu pai tinha que pagar a pensão”, explica. No entanto, diz a cantora, esse acordo ficou insustentável e injusto para o seu pai. “Se continuasse, os dois iam ladeira abaixo e os dois iam quebrar.”
Ela, os irmãos, o pai e os advogados das duas partes sentaram para conversar. “A gente viu que era possível mudar o acordo. Eu e meus irmãos fizemos uma partilha que fosse justa para os dois lados, até aquele momento estava injusto com o meu pai a parte financeira. A gente fez a partilha de todos os bens e dividimos 50% e 50%, foi basicamente isso.”
Zilu Camargo assinou o novo acordo no ano passado, mas Zezé não cumpriu com todas as cláusulas contratuais. “Algumas coisas aconteceram que atrapalharam o cumprimento de algumas cláusulas, e o pagamento de algumas parcelas que meu pai deveria arcar dentro desse processo. Por isso, ela resolveu entrar com processo”, explica Wanessa, que afirmou que o pai pagou tudo que estava devendo para a mãe nesta semana.

com informações de yahoonotícias