terça-feira, 12 de março de 2019

Governadora destaca ações de enfrentamento à violência contra mulher


No mês dedicado à mulher, o movimento nacional de mulheres Marcha das Margaridas no RN, realizou o lançamento da 6ª edição do evento que será realizada nos dias 13 e 14 de agosto, em Brasília. Na ocasião a governadora Fátima Bezerra, ressaltou a criação do núcleo de combate ao feminicídio e a instalação do primeiro plantão 24h na delegacia especializada da mulher, bem como a criação da Secretaria de Mulheres, Juventude, Igualdade Racial e Direitos Humanos, algumas medidas desta gestão no enfrentamento à violência contra a mulher no Estado. 

Falou ainda sobre a Portaria 01/2019, que é uma importante ação de apoio às mulheres que trabalham no campo. A partir de agora os títulos de terra expedidos pela Secretaria de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara) terão o nome do homem e da mulher proprietários do imóvel. A medida significa um avanço real, dando à mulher o mesmo direto à posse da terra. 

"Mesmo em meio a este descontrole do ponto de vista fiscal e financeiro em que encontramos o Rio Grande do Norte, não nos falta sensibilidade para entendermos algumas questões prioritárias. Na última sexta, anunciei a criação do núcleo de estudos do feminicídio no RN e o plantão 24h na delegacia da mulher. Não podemos de forma nenhuma deixar que se naturalize a agressão à mulher! Hoje, durante a Marcha das Margaridas, falei sobre como este ano o evento se torna ainda mais essencial no nosso país. Seja em defesa da soberania popular e da democracia ou em um debate sobre a reforma da previdência feito com transparência e com dados na mesa, por conta de tudo isso que estamos vivenciando, o diálogo é imprescindível", disse Fátima.