quinta-feira, 11 de abril de 2019

7 erros que podem acabar com a vida útil do seu carro

Não é só a manutenção preventiva do carro que preserva seu funcionamento. Evitar determinados hábitos pode ajudar a ficar longe de problemas (Pixabay)
Não é só a manutenção preventiva constante do carro que preserva o funcionamento adequado do veículo. Evitar determinados hábitos pode contribuir – e muito – para que você não tenha dor de cabeça com prejuízos. Veja alguns dos piores costumes, segundo a corretora Minuto Seguros.
1. Esticar a marcha
Essa ação, explica a corretora, mantém o carro em uma marcha menor por mais tempo que o necessário. Quando isso acontece, o barulho do motor que você escuta é um reflexo da intensidade que ele está sendo forçado, o que também aumenta o consumo de combustível.
2. Frear subitamente
Em alguns momentos, para evitar acidentes, frear o carro de forma brusca acaba sendo a única alternativa. O problema é quando isso se torna um hábito frequente, pois o ritmo de aceleramento extremo e a pisada súbita no freio provoca o desgaste do componente e traz prejuízos ao veículo.
3. Rodar os pneus com baixa pressão
A calibragem dos pneus é importante para evitar a baixa pressão desses componentes. Essa precaução pode salvar o carro de um maior desgaste na borracha, que diminui a durabilidade dos pneus, de um aumento no consumo de combustível e da instabilidade, que compromete a segurança das pessoas.
4. Deixar o pé na embreagem
Este é um hábito comum por quem quer segurar o carro engatado quando parado no trânsito, mas é altamente prejudicial para o carro à medida que força o disco e implica em um esforço desnecessário da marcha para transmitir a potência que vai do motor para as rodas.
5. Andar com o combustível na reserva
Este costume pode gerar uma série de problemas para o veículo, como risco de pane seca, já que você pode parar no meio do caminho antes de chegar a um posto; danos na bomba, que se abastece do combustível e sofre superaqueicmento na falta dele; e entrada de sujeira no fundo do tanque, ocasionando falhas no motor.
6. Rodar com óleo vencido
O óleo perde suas propriedades de lubrificação quando vencido, o que permite o acúmulo de sujeita e o entupimento dos dutos, além do aumento de temperatura, tudo o que um carro precisa para parar de funcionar corretamente, não é?
7. Atravessar ruas alagadas
Em tempos de chuva, esse hábito é recorrente, mas é importante saber que o motorista jamais deve seguir no alagamento se a água estiver acima da metade da roda, pois ela pode atingir o motor do carro.

com informações de yahoonotícias