sábado, 31 de agosto de 2019

Jumento !!! "Erros acontecem", diz ministro da Educação sobre paralisação com "z"

Foto: REUTERS/Adriano Machado
Depois da repercussão negativa sobre erros de português em um ofício, Abraham Weintraub, ministro da Educação, usou as redes sociais para afirmar que não escreveu o texto, mas admitiu ter lido e deixado passar os erros.

Na postagem, admite culpa pelo episódio: “Minha responsabilidade. Não escrevi, mas li e deixei passar”. Na sequência ele cita erros em matérias jornalísticas de diversos portais e aponta “erros acontecem”.

No documento enviado ao ministro da Economia, Paulo Guedes, consta um risco de “paralização” do ministério da Educação e de “suspenção” de pagamentos. A grafia correta é, respectivamente, paralisação e suspensão.

O ministro afirma, ainda no documento, que o orçamento previsto de R$ 16,2 bilhões é menor do que o necessário para a manutenção das atividades da pasta. Weintraub pede um adicional de R$ 9,8 bilhões.
com informações de yahoonotícias