terça-feira, 24 de setembro de 2019

Como? Bolsonaro na ONU: 'É falácia dizer que a Amazônia é patrimônio da humanidade'

Foto: Carlo Allegri/Reuters
Em seu discurso de abertura na 74ª Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), em Nova York, o presidente Jair Bolsonaro atacou Cuba e Venezuela, exaltou os laços com os Estados Unidos e defendeu a atuação de seu governo no combate às queimadas na Amazônia. 

Além disso, passou boa parte dele falando sobre a situação dos indígenas do Brasil — aos quais acusou de fazer queimadas.
Bolsonaro citou indiretamente a rusga com o presidente francês, Emmanuel Macron, e acusou comunidades indígenas de também contribuírem com os focos de incêndios na Amazônia.
com informações de yahoonotícias