quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Flamengo abre negociação para contratar Dedé



Foto: Fernando Moreno/Futura Press


Dedé é o primeiro alvo do Flamengo para 2020. E já existem, inclusive, negociações. O responsável por cuidar do caso em nome do Rubro-Negro é Bruno Spindel, que manteve nos últimos dias conversas com representantes do zagueiro cruzeirense. A notícia foi confirmada por uma pessoa próxima de Dedé.

O interesse do Flamengo não é novo. No começo deste ano, o clube chegou a oferecer R$ 35 milhões ao Cruzeiro para comprar o defensor, que teria direito a salários na casa de R$ 1 milhão por mês.

Vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Itair Machado rejeitou a transferência na oportunidade e assegurou que só o liberaria mediante pagamento da multa rescisória, de R$ 330 milhões. Isso melou qualquer chance de avanço.

Porém, a situação para 2020, ao que parece, é completamente diferente. Tudo por causa da enorme crise financeira pela qual passa a Raposa. Itair, o presidente Wagner Pires de Sá e até o técnico Rogério Ceni já se conscientizaram de que haverá a necessidade de reduzir drasticamente a folha salarial - hoje, o Cruzeiro gasta R$ 15 milhões por mês com seu elenco. Aos 31 anos, Dedé tem um dos cinco maiores salários na Raposa.

O Cruzeiro, de acordo com um documento divulgado pelo próprio clube, tem direito a apenas 20% do valor total de uma transferência futura.

Aos amigos, Dedé chegou a confidenciar em janeiro que gostaria de se mudar para o Flamengo. Porém, diante do veto cruzeirense, ele não forçou a barra por gratidão ao clube que o apoiou durante quase dois anos de ausência, devido às contusões.

Recentemente, em entrevista ao canal De Sola, de Alê Oliveira no YouTube, Dedé admitiu a chance de defender o Fla, apesar da rivalidade com o Vasco, onde foi ídolo. “Se um dia eu não for útil para o Cruzeiro e tiver oportunidade de ir para o Flamengo, não terei nada contra e não deixaria de ir. Respeito muito a torcida do Vasco por tudo que passei lá e sei que geraria tristeza para o torcedor. 

Mas, da mesma forma que eu joguei no Vasco, jogaria no Flamengo, Botafogo, Fluminense... sou profissional e tenho que sustentar uma família grande ”, afirmou.

com informações de yahoonotícias