domingo, 1 de setembro de 2019

Guamaré vai anistiar dívidas de pequenos agricultores, assentados e pescadores


Uma boa notícia para os pequenos agricultores, pescadores e assentados do município de Guamaré. O Prefeito Adriano Diógenes recebeu nesta quarta-feira, 28, representantes do Banco do Nordeste, para assinar o termo que autoriza a liquidação ou renegociação de dívidas dessas categorias de trabalhadores com a instituição bancária. Estima-se que serão liquidados por meio desse convênio perto de R$ 6 milhões em dívidas.

O prefeito Adriano Diógenes classificou a parceria como muito positiva. “Nosso papel como gestor público é dialogar e encontrar alternativas que possam trazer benefícios a todos os segmentos da sociedade, com um olhar a mais para a cadeia produtiva do município”, enfatizou.

Parceria com o Legislativo
As operações de liquidação das dívidas dos mini e pequenos produtores rurais, contraídas através da linha de crédito do Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), acontecem com autorização da Câmara Municipal de Guamaré, com fundamento da Lei Municipal 730/2019, aprovada este ano.

A ação vai beneficiar diretamente mais de 200 famílias, que após a quitação do débito, estarão em situação adimplente e poderão captar novos recursos junto ao Banco do Nordeste, desta vez, contando com assessoria técnica da prefeitura, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural.

Gesto do prefeito reconhecido

O gerente geral da agência do BNB Macau, Sidney Fonseca da Silva, elogiou o prefeito Adriano Diógenes pela iniciativa. “Esse convênio atenderá as famílias que se beneficiaram de linhas de crédito, entre os anos de 2006 e 2011 e se encontram inadimplentes com seus compromissos junto ao banco”, explicou.

O próximo passo do Banco do Nordeste é visitar cada cidadão para assinar o convênio, que possibilitará a negociação. “Sem a participação desses produtores que se encontram inadimplentes, o esforço do prefeito em viabilizar o crédito para essas categorias não fará muito sentido”, destacou Sidnei, convidando os interessados a procurar o BNB para regularizar a sua situação o mais breve.