quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Ministro trapalhão: Weintraub compartilha mensagem que diz que Bolsonaro traiu Moro e o povo

| |
                             Resultado de imagem para Weintraub compartilha mensagem que diz que Bolsonaro traiu Moro e o povo

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, compartilhou uma mensagem nas redes sociais que diz que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) traiu o ministro Sergio Moro e o povo brasileiro --e pouco depois a apagou.
Após Bolsonaro ter sancionado o projeto anticrime, mantendo a criação da figura de um juiz de garantias, o assunto ganhou grande debate no Twitter. Moro defendia o veto desse ponto e apoiadores do governo têm criticado a decisão.
Em decorrência disso, o termo #BolsonaroTraidor se tornou o mais comentado no Twitter nesta quarta- feira (25).
Weintraub retuitou mensagem do youtuber Nando Moura, antes apoiador e hoje crítico do presidente, o que o fez virar alvo de bolsonaristas. "Bolsonaro ao sancionar a emenda do FREIXO traiu não só o ministro Sérgio Moro mas TODO o povo brasileiro. Não existe mais nenhuma justiça neste país" diz a mensagem.
O trecho da lei que cria o juiz de garantia surgiu em uma emenda do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ). De acordo com a nova lei, o juiz de garantia instruirá o processo, mas não fará o julgamento. A ideia é evitar acusações de parcialidade.
A mensagem foi compartilhada às 17h58 desta quarta. Menos de 20 minutos depois, o retuíte de Weintraub havia sido apagado pelo ministro, que, 45 minutos depois, afirmou se tratar de um erro seu. "Dei RT sem querer", escreveu.
Weintraub está de férias e a previsão de volta ao trabalho é no início do ano. Aliados do governo apostam em sua saída do MEC, mas Bolsonaro afirma que ele fica.
O ministro faz uso recorrente de sua conta no Twitter para fazer ataques a adversários, em especial ao PT, à esquerda e à imprensa. Quando questionado sobre o teor das mensagens, Weintraub ressalta que se trata de sua conta pessoal.
com informações de yahoonotícias