domingo, 15 de março de 2020

O que você precisa saber para começar o domingo

| |
Sergio Lima/AFP via Getty Images
Sergio Lima/AFP via Getty Images
Avançam os casos de coronavírus no Brasil; nos EUA, Trump finalmente faz teste para saber se foi infectado, horas depois de ter descartado a necessidade da medida; ex-ministro e desafeto de Bolsonaro, advogado Gustavo Bebbiano passa mal e morre aos 56 anos.
Veja aqui o que você precisa saber para começar o domingo (15):

Morre ex-advogado e ex-ministro de Bolsonaro

Gustavo Bebianno, ex-presidente do PSL e coordenador da campanha eleitoral de Jair Bolsonaro à Presidência da República, morreu na madrugada desse sábado (14) aos 56 anos. De acordo com informações da Agência Brasil, ele estava em sua casa, em Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, quando passou mal e sofreu um infarto fulminante. A informação foi confirmada pelo empresário Paulo Marinho, amigo de Bebianno e atual presidente do PSDB no Rio de Janeiro, partido pelo qual Bebianno pretendia disputar a prefeitura do Rio.

Coronavírus avança no Brasil

O Ministério da Saúde informou, nesse sábado (14), que subiu para 121 o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil. Na última sexta-feira (13), havia 98 confirmações. Segundo o órgão, existem no país 1.496 casos suspeitos e 1.413 casos descartados. Até o momento, não foi verificado nenhum óbito.

Dois anos depois: quem mandou matar Marielle?

Há exatos dois anos, o Brasil acordava com uma notícia que iria colocar a democracia do país em xeque. A vereadora Marielle Franco, quinta mais votada do Rio de Janeiro, foi vítima de uma emboscada e foi morta a tiros enquanto voltava de uma reunião de mulheres negras na Casa das Pretas, na Lapa. Por consequência do atentado contra a vereadora, o motorista Anderson Gomes também foi atingido pelos tiros e morreu. A única sobrevivente do crime foi a assessora de Marielle, que estava no banco traseiro do carro juntamente com a vereadora.

Trump aceita fazer teste

Durante uma entrevista coletiva na tarde desse sábado (14), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que fez um teste para saber se está com o coronavírus, horas após dizer a jornalistas que “não precisava” passar pelo teste. Trump declarou que fez o teste na noite da última sexta-feira (13) e que espera os resultados em “um ou dois dias”. Antes de entrar na sala de imprensa da Casa Branca, o presidente teve sua temperatura checada por médicos e disse estar “normal”.

com informações de yahoonotícias