sexta-feira, 3 de abril de 2020

Vereadora Júlia Arruda deixa o PDT e vira comunista

A filiação ocorreu na véspera do prazo legal da janela de transferências partidárias, que se encerra neste sábado (4) O anúncio do desligamento do PDT ocorreu pelas redes sociais num texto forte e com recados velados a integrantes do partido.

Minha saída do PDT era uma das condições negociadas entre a direção local do partido e o grupo de vereadores do chamado “chapão”. Grupo este que, ao contrário do aumentativo da alcunha, demonstra com essa condicionante a pequenez daqueles que se acovardam diante de desafios. Seria justificável tamanho receio em enfrentar uma mulher com votação superior a todos eles nas últimas eleições?”, disparou.

Procurada pela agência Saiba Mais, Júlia Arruda disse que já vinha dialogando com o PCdoB e chega no Partido Comunista do Brasil para colaborar:

O PCdoB sempre esteve aberto, sempre foi transparente na forma de conduzir, na linha em que me identifico, com as pautas que levanto na Câmara, com a democratização das ações. Chego para colaborar com a composição da nominata, para disputar a reeleição, colaborar com o partido”, disse.