quinta-feira, 14 de maio de 2020

Alô Fátima Bezerra: Bolsonaro insiste em reabertura e diz a governadores: “Estou pronto para conversar”

| |
El presidente brasileño Jair Bolsonaro llega a una ceremonia de izamiento de bandera en el palacio Alvorada, la residencia presidencial en Brasilia, el martes 12 de mayo de 2020. (AP Foto/Eraldo Peres)
Presidente Jair Bolsonaro falou que Brasil vai virar um "país de pobres" (Foto: AP Foto/Eraldo Peres)
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender a retomada da economia em meio à crise do novo coronavírus. “Essa história de lockdown... Vão fechar tudo? Não é esse o caminho”, afirmou o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada nesta manhã.

“Vai virar um país de pobres”, disse o presidente. Bolsonaro ainda afirmou que não será fácil se recuperar economicamente e que, se as atividades econômicas não forem retomadas, o Brasil se tornará um país da África subsaariana.

O presidente pediu aos governadores que revejam as medidas adotadas e afirmou que está aberto ao diálogo. “Um apelo que faço aos governadores: revejam essa política. Estou pronto para conversar. Vamos preservar a vida? Vamos. Mas, dessa forma, o preço lá na frente serão centenas de mais vidas que vamos perder por causa dessas medidas absurdas de fechar tudo”, disse.

Apesar do decreto do presidente de tornar academias, barbearias e salões de beleza serviços essenciais, diversos governadores se recusaram a reabrir esses estabelecimentos.

No Brasil, foram registradas 749 mortes nas últimas 24 horas. No total, são mais de 13 mil vítimas da Covid-19. O presidente ainda mencionou o exemplo da Suécia, onde não houve quarentena obrigatória, ou lockdown. No país europeu, há mais de 28 mil infectados e mais de 3,5 mil mortes pela Covid-19.
com informações de yahoonotícias