quinta-feira, 21 de maio de 2020

Sete partidos entrarão com pedido coletivo de impeachment contra Bolsonaro

Foto: AP Foto/Eraldo Peres
A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, anunciou nesta quinta-feira que será dada a entrada de um pedido coletivo de impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Segundo Gleisi, o documento junta sete partidos políticos e mais de 400 entidades.

“Bolsonaro precisa ser impedido, seu governo está levando o Brasil e a maioria do povo para uma tragédia”, escreveu a petista. Entre as siglas que assinaram o pedido coletivo estão PCdoB, PSOL, PSTU, PCB, PCO e UP, além do PT.

Em nota, o Partido dos Trabalhadores explica que Bolsonaro é acusado de cometer crimes de responsabilidade, atentar contra a saúde pública e arriscar a vida da população pelo comportamento à frente da pandemia do coronavírus. “Bolsonaro não tem condições políticas, administrativas e humanas de governar o Brasil. Briga com todo mundo o tempo inteiro e não protege o povo. Tem de ser impedido”, disse Gleisi Hoffmann em nota divulgada pelo partido.
Instituições como o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto, Associação Brasileira de Economistas pela Democracia, Marcha Mundial das Mulheres e Movimento Negro Unificado estão entre os signatários do pedido.
com informações de yahoonotícias