terça-feira, 16 de junho de 2020

Assinada ordem de serviço da adutora da zona rural de São Gonçalo do Amarante

| |
Foto: Divulgação
Na sexta-feira (12), o prefeito Paulo Emídio, o Paulinho, assinou a ordem de serviço das obras de construção da ‘Adutora de Poço de Pedra’, com 22,75 quilômetros e projetada para uma população de R$ 18,3 mil habitantes, o dobro da população atual que é de 9.180 pessoas.
“Esse equipamento vai melhorar a vida da população. Água é cuidar da saúde pública e também promover desenvolvimento da região. Me sinto feliz com mais essa conquista de São Gonçalo do Amarante”, disse Paulinho e prosseguiu: “o prazo para início das obras é de 15 dias”.
De acordo com Talita Karolina, diretora presidente do Sistema Autônomo de Água e Esgoto (Saae), a ‘adutora da zona rural’, como está sendo chamada, vai captar água em um reservatório apoiado do sistema adutor Maxaranguape, instalado na região do aeroporto internacional, e levar às comunidades Belo Horizonte, Campinas, Bela Vista, Poço de Pedra e Serrinhas.
Atualmente essa região é abastecida através do sistema de rodízio, ou seja, fornecimento de água em dias alternados. “Uma obra muito esperada e que vai solucionar esses problemas no acesso à água de qualidade. Parte do material já está comprado e armazenado no nosso centro de operação. Em breve a população vai ver os tubos sendo instalados”, pontuou Talita.
A Adutora de Poço de Pedra faz parte do PAES – Programa de Ações Estruturantes de São Gonçalo do Amarante, um plano de investimentos de curto e médio prazos em obras de água, esgotamento, mobilidade urbana e meio ambiente do município, em parceria com o Banco de Desenvolvimento Fonplata (Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata). Valor do contrato é de R$ 2.926.277,97.