sexta-feira, 12 de junho de 2020

Lula provoca Moro nas redes sociais e ex-ministro rebate: "não debato com condenados"

| |
Foto: AP Photo/Eraldo Peres
Foto: AP Photo/Eraldo Peres
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) convocou o ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), Sergio Moro, para um debate com transmissão ao vivo. Usando uma rede social, o petista estendeu o convite ao procurador da República Deltan Dallagnol.
"Eu tô provocando o Moro e o Dallagnol para debater comigo, ao vivo. Se a Globo quiser fazer, eu topo. Porque é preciso desmascarar esses canalhas e mostrar o que eles fizeram ao país", escreveu o ex-presidente.
A resposta de Moro não demorou. O ex-ministro disse que algumas pessoas só merecerem ser “ignoradas".
"Vou atualizar meu Twitter de 09/11/2019: Não debato com condenados por corrupção presos ou soltos. Algumas pessoas só merecem ser ignoradas", rebateu Moro.
O ex-juiz foi responsável pela sentença em primeira instância de Lula que determinou a prisão petista em abril de 2018, no que ficou conhecido como "caso do Tríplex do Guarujá”.
Parte da oposição ao governo Bolsonaro acusa Moro de impedir a participação de Lula nas eleições presidenciais de 2018. Pouco depois da vitória de Bolsonaro, Moro largou a magistratura para se tornar ministro.
Chama a atenção que, após a saída de Moro do governo, Lula e o ex-juiz tem algo em comum nas redes sociais: criticas as ações da gestão Bolsonaro.
Nesta quinta-feira (11), Moro criticou Bolsonaro por recriar o Ministério das Comunicações, descumprindo uma de suas promessas de campanha: ter um governo enxuto, com apenas 15 pastas. Atualmente, são 22.

com informações de yahoonotícias