sábado, 11 de julho de 2020

Michelle Bolsonaro testa negativo para coronavírus

| |
Foto: Andressa Anholete/Getty Images
A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, anunciou na manhã deste sábado em sua rede social que o teste dela e de suas filhas deu resultado negativo para coronavírus.
Minhas filhas e eu testamos negativo para covid-19. Agradeço as orações — comemorou no Instagram.

Bolsonaro anunciou na terça que estava contaminado

Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou que testou positivo para o novo coronavírus na última terça-feira (7). O presidente admitiu ter sentido sintomas da Covid-19 desde o último sábado e informou que procurou atendimento no Hospital das Forças Armadas (HFA) já na segunda-feira (6).
O presidente afirmou que continuará despachando por video-conferência, informando que cancelou parte de sua agenda, incluindo uma viagem à Bahia.
"As medidas que estou tomando são para evitar a contaminação a terceiros. Chegou o exame há uma hora, resolvemos divulgar para que não houvesse qualquer dúvidas no tocante o que aconteceu comigo. Achava que já tinha pego lá atrás diante da minha atividade dinâmica junto a população", afirmou Bolsonaro.
Bolsonaro voltou a dizer que acreditar que o vírus atingirá boa parte da população, comparando-o como uma “chuva" que atinge muitas pessoas na rua. O presidente diz estar se sentindo bem, creditando o fato ao trabalho dos médicos e as substâncias que ingeriu antes do resultado do teste.
Desde que foi infectado pelo coronavírus, Bolsonaro, 65 anos, adotou uma rotina de isolamento de seus familiares, para evitar riscos de contaminação.
O presidente passou a dormir em um quarto isolado, longe da primeira-dama, e adaptou um dos dormitórios do Palácio da Alvorada em escritório. Em sua sala de despachos, o presidente tem à sua disposição televisão, computador, telefone, impressora e um aparelho para videoconferências.
Segundo relataram interlocutores à Folha de S.Paulo, Bolsonaro tem sido auxiliado presencialmente pelo major Mauro Cid, o chefe da ajudância de ordens. Cid já teve Covid-19 e se recuperou da doença sem ter apresentado sintomas mais graves.
De acordo com assessores presidenciais, quando deixa a sala de despachos, Bolsonaro tem utilizado máscara de proteção e evitado se aproximar de funcionários e familiares. A expectativa é que Bolsonaro permaneça isolamento também durante a próxima semana.
Com informações da AGÊNCIA O GLOBO e FOLHAPRESS.