sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Bolsonaro diz que foi citado em mensagens da Lava Jato e quer acesso a elas para divulgar

| |

 



O presidente Jair Bolsonaro afirmou a apoiadores nesta sexta-feira (12) que foi citado nas mensagens hackeadas da Operação Lava Jato e que, por isso, quer ter acesso ao conteúdo para divulgá-lo.

“Para que não haja dúvida, mandei pedir aquela matéria hackeada que está na mão do PT, na mão do Lula. Tem meu nome lá. Alguma coisa já passaram para mim. Vocês vão cair para trás. Chegando, eu vou divulgar. O Lula não vai divulgar. Já falou que não vai. Eu vou divulgar”, disse.

Os diálogos entre integrantes da Lava Jato foram liberados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) à defesa do ex-presidente Lula.

As mensagens hackeadas foram apreendidas pela Polícia Federal no âmbito da Operação Spoofing, que investiga os invasores dos celulares de membros da operação.

As mensagens devem ser usadas por Lula no processo em que pede a suspeição do ex-juiz Sergio Moro, o que pode levar à anulação da condenação do ex-presidente no caso do triplex de Guarujá.

COAF

EM conversa com apoiadores nesta sexta, Bolsonaro acusou ainda de ter sua vida financeira investigada irregularmente e afirmou que quer identificar quem “vendia informações” sobre ele no Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), órgão federal.

“Você vê a perseguição ali, conversas de autoridades falando como é que entravam na minha vida financeira, da minha família. Você pode entrar, mas tem que ter uma ordem judicial. Ou tu respeita a lei ou não respeita. Eu quero pegar o cara que vendia informações. Dentro do Coaf, por exemplo”, disse o presidente.


com informações de yahoonotícias