terça-feira, 16 de março de 2021

Prefeitura abre mais um Hospital exclusivo para pacientes com Covid-19

| |

 


A Prefeitura de Natal vai abrir mais um Hospital nos próximos dias, com capacidade para 50 leitos destinados exclusivamente ao tratamento da Covid-19. O local, um prédio particular na Zona Sul da cidade onde funcionava uma clínica médica, estava fechado e seu uso pelo Município foi autorizado pela Justiça estadual, em parecer favorável ao pedido da Prefeitura. O novo Hospital fica na avenida Senador Salgado Filho, 2993, próximo à UFRN. 

A previsão do Município é de que até o fim desta semana sejam instalados 30 leitos clínicos no local para atender pacientes de Covid. O prédio de dois andares tem capacidade para receber 50 leitos que deverão ser instalados pela Prefeitura até o fim deste mês, de acordo com a viabilidade de estrutura na sua capacidade máxima. 

“Natal terá mais um Hospital para reforçar a luta contra o coronavírus e salvar vidas. Atitude é a arma da Prefeitura na guerra contra o coronavírus. Estamos agindo o tempo todo e buscando soluções para cuidar bem das pessoas”, destaca o prefeito Álvaro Dias. Que emenda: “Mais um hospital para tratar contra a Covid-19 é resultado do trabalho incansável da nossa equipe na luta pela vida”.

Ação Judicial 
De acordo com a Secretaria de Saúde de Natal, foi iniciada uma negociação com o proprietário do imóvel para locação, mas sem êxito. “A SMS Natal fez uma requisição administrativa, que não foi acatada pelo proprietário, então entramos na Justiça e foi concedida uma liminar para utilização do prédio, que tem uma estrutura pronta e não estava cumprindo nenhuma função social”, explica o secretário-adjunto da SMS Natal, Vinícius Capuxu.

O Município de Natal entrou com uma ação civil pública com pedido de tutela de urgência objetivando, em caráter de emergência, a entrega imediata das chaves do imóvel. O Ministério Público também foi provocado pela Justiça a se manifestar sobre o pleito do Município de Natal e opinou favoravelmente. Tanto o parecer do Ministério Público quanto a decisão da juíza Virgínia de Fátima Marques Bezerra, plantonista no TJ, consideraram o quadro epidemiológico da Covid-19, que se agravou nos últimos meses. 

Na decisão judicial proferida na última sexta-feira (12), foi estipulada multa diária de R$ 50 mil como punição a eventual descumprimento por parte do proprietário do imóvel, bem como a aplicação de força policial, o que não foi necessário. 

“Nossa preocupação no momento é salvar vidas e desafogar as UPAs de Natal, que estão operando acima da sua capacidade de atendimento. As instalações deste hospital tem capacidade para 50 leitos”, afirma o secretário municipal de Saúde, George Antunes, acrescentando que até o final desta semana serão instalados os 30 leitos clínicos iniciais. “Até o final do mês, estaremos analisando a viabilidade estrutural para instalação da capacidade máxima”, completa Antunes. 

Leitos Covid
Com essa nova medida, Natal passa a ter três hospitais de referência para tratamento da Covid: o Hospital Municipal de Natal, onde funcionam 24 leitos de UTI Covid e 31 leitos de enfermaria; o Hospital de Campanha, na Via Costeira, com 34 leitos de UTI Covid e mais 100 leitos clínicos; o Hospital dos Pescadores, nas Rocas, com 30 leitos clínicos Covid, e, até sexta-feira, mais 30 leitos clínicos no prédio adquirido para ampliar a rede de cuidados da cidade. Além desses leitos de internação, no Palácio dos Esportes estão sendo montados mais 50 leitos no Hospital Dia, para tratamento de casos leves.