segunda-feira, 5 de julho de 2021

Auxílio Emergencial vai até outubro

| |


O presidente Jair Bolsonaro editou decreto nesta segunda-feira (05), que prorroga, pelo período complementar de três meses, o pagamento do auxílio emergencial 2021. Agora, a ajuda aos trabalhadores informais e população de baixa renda durante a pandemia de Covid-19 vai até outubro.

“Estou prorrogando o auxílio emergencial por mais três meses enquanto acertamos o novo valor do Bolsa Família para o ano que vem”, afirmou o presidente durante anúncio da medida em rede social ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e dos ministros Paulo Guedes (Economia), Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e João Roma (Cidadania).

A ideia do governo é ampliar o programa Bolsa Família até o final do ano. Enquanto o desenho do novo programa é definido pela equipe econômica do governo, o auxílo emergencial foi estendido para garantir a ajuda aos mais vulneráveis neste período.

De acordo com o decreto, para receber o auxílio emergencial 2021 por esse período complementar, o beneficiário deve cumprir os requisitos estabelecidos pela MP 1.039/21. Além disso, o benefício será operacionalizado e pago pelos meios e mecanismos já utilizados, ou seja, pela Caixa de forma escalonada.