sexta-feira, 9 de julho de 2021

Covid-19: Estados do Nordeste assinam termo para importação da vacina Sputnik V

| |

 


Representantes dos Estados do Nordeste começaram nesta quinta-feira (08), a assinar termo de compromisso que viabiliza importação da vacina Sputnik V, contra a Covid-19. A informação foi confirmada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Segundo a Agência, já estão aptos a assinar o documento os seguintes estados: Bahia, Maranhão, Sergipe, Ceará, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba.

O governador do Piauí e presidente do Consórcio dos Governadores da Região Nordeste, Wellington Dias, já divulgou que assinou na última quinta-feira, o termo para importação excepcional do imunizante.

Segundo publicação no Twitter da Secretaria de Estado de Saúde do Piauí, que foi compartilhada por Dias, o 1º lote deve chegar ao Brasil até à próxima semana.

Mas mesmo depois da chegada da remessa, a vacina só poderá ser utilizada mediante avaliação e liberação pelo INCQS/Fiocruz (Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fiocruz), que deve comprovar a ausência de vírus replicante no imunizante e assegurar sua segurança.

AUTORIZAÇÃO DA SPUTNIK

No dia 4 de junho, a maioria dos diretores da Anvisa aprovou autorização excepcional e temporária para uso e importação da Sputnik, com restrições.

No termo de compromisso, constam 22 condicionantes determinados pela agência para a importação. Eis algumas das exigências:

Envio de documentos e insumos necessários à realização de análises sobre a vacina ao INCQS/Fiocruz;
Envio à Anvisa de medida de mitigação do risco pelos fabricantes Generium e UfaVita;
Envio à Anvisa do relatório final de validação do processo de fabricação do IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo);
Apresentação à Anvisa dos registros dos treinamentos dos operadores, indicando que os procedimentos de trabalho foram efetivamente corrigidos e não representam risco de contaminação ao produto.