quinta-feira, 1 de julho de 2021

"Não havia como comparar preços", diz Secretário da SMS, quanto à compra de respiradores

| |

 

O Secretário de Saúde de Natal, George Antunes, deu declaração à imprensa na manhã desta quinta-feira, 1º, após tomar conhecimento sobre a operação que investiga a pasta por suspeita de superfaturamento e compra de respiradores defeituosos para utilização no Hospital de Campanha.

O titular da pasta afirmou que não havia como comparar preços e, por isso, não é possível falar em compras irregulares. George Antunes disse que desde o início da pandemia e até o momento atual, é difícil fazer uma comparação de preços de equipamentos e remédios. 

“Em situação de pandemia, se falar de superfaturamento. Vocês são testemunhas de que existiam preços dos mais variados possíveis, não havia como se comparar preços. Você compra medicamentos de R$ 20, de R$ 300, o mesmo medicamento”, disse. 

Sobre a acusação de que os respiradores comprados não haviam condições de uso, o Secretário disse que tudo terá que ser provado. “Acho muito pouco provável que nossa equipe tenha recebido um equipamento sem condições de uso”, apontou.


Com informações de: agorarn