quinta-feira, 1 de julho de 2021

Operação Rebotalho: PF faz busca na SMS nesta quinta, 01

| |


A Operação Rebotalho foi deflagrada na manhã desta quinta-feira, 01, cujo intuito é a apuração na compra de 20 respiradores, por contrato de dispensa de licitação, no valor de R$ 2,16 milhões de reais.  

Os respiradores adquiridos deveriam ser utilizados no Hospital Municipal de Campanha de Natal, no entanto, eles eram de origem e qualidade duvidosa e alguns apresentavam defeito no momento da entrega. A investigação também avaliou a vida útil dos respiradores e foi contatada que eles já estavam quase na sua totalidade, ou seja, já não serviriam mais para utilização. A investigação apurou ainda que os equipamentos adquiridos já haviam sido descartados de outros hospitais e unidades de saúde.

As provas já colhidas na operação apontam que os respiradores já tem aproximadamente 15 anos de uso, e parte deles possui origem clandestina, haja vista a empresa fabricante ter informado que os números de série não correspondem a equipamentos por ela produzidos.

Ficou também evidenciado que os bens foram adquiridos por valor muito superior ao praticado pelo mercado, ocasionando prejuízo ao erário no valor de R$ 1.433.340,00. Portanto, visando a reparação do dano causado aos cofres públicos, a Justiça Federal autorizou o bloqueio desses valores em contas dos envolvidos.

Sobre o nome da operação, fez-se alusão ao estado dos equipamentos adquiridos pelo ente público, pois “Rebotalho” tem por significado algo que não tem mais valor ou utilidade.

A Operação Rebotalho é formada pela Controladoria Geral da União, Polícia Federal e Ministério Público Federal.


Com informações de: novonoticias