segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Caern realiza ação de conscientização sobre descarte de óleo e resíduos

| |

Ao descartar óleo de cozinha indevidamente pelo ralo, uma película dentro das tubulações é criada, que, com o passar do tempo, endurece e cria obstruções na rede de esgotamento, retendo também o lixo sólido descartado irregularmente. Esse entupimento afeta diretamente a população, pois causa extravasamento de esgoto, mau cheiro e aumento no número de insetos.

Somente em 2021, já foram registradas mais de 5.400 obstruções em Natal que, em sua maioria, poderiam ser evitadas com o descarte correto de resíduos sólidos, óleos e gorduras.

Visando educar a população sobre esse problema, a Caern, através da Gerência de Qualidade do Produto e Meio Ambiente (GQM), criou um plano de ação de educação ambiental e visitou estabelecimentos comerciais em quatro regiões de Natal. Essas regiões foram escolhidas por serem conhecidos pontos de obstrução, sendo elas: Av. Roberto Freire com Av. Tibau do Sul e Rua Palestina, no bairro de Ponta Negra; Rua Norton Chaves com Rua Djalma Maranhão, em Nova Descoberta; Rua Sampaio Correia com Rua João Francisco de Oliveira, no bairro Dix-Sept Rosado; e Av. Afonso Pena com Rua Seridó, em Petrópolis.

As visitas serviram para orientar os estabelecimentos sobre o uso correto do sistema de esgotamento sanitário e distribuir material socioeducativo. Sensibilizando não somente os proprietários dos estabelecimentos, mas também os clientes dos locais visitados. O técnico em Saneamento e responsável pela ação, Paulo Carreras destacou que neste primeiro momento as visitas tiveram um caráter educativo e quando encontrada alguma irregularidade, os estabelecimentos foram alertados da necessidade de mudança e retorno em 15 dias dos órgãos fiscalizadores.

A ação ocorreu por 20 dias no mês de setembro e orientou os clientes e proprietários sobre necessidade de limpeza da caixa de gordura, do uso de pias sifonadas, da necessidade de retenção do óleo de cozinha e sobre a importância de não colocar papel no vaso sanitário. De acordo com Canindé Moraes, Gerente da GQM, a ação é de extrema importância porque reduz o número de serviços de manutenção realizados pela Companhia, reduz custos, e, principalmente, diminui significativamente os transtornos à população.