sexta-feira, 8 de outubro de 2021

Polícia prende quadrilha de falsificadores de documentos no bairro das Rocas

| |

A Polícia Civil desarticulou um esquema de falsificação de documentos. A ação aconteceu, nessa quinta-feira (07), no bairro das Rocas, na zona Leste de Natal. Mais de 100 documentos falsos foram apreendidos, entre identidades, reservistas, certidões de nascimento, carimbos e carteiras de trabalho.

De acordo com a polícia, algumas cédulas de identidade já estavam prontas para receber as informações falsas. "Esse trabalho é resultante de um inquérito que a gente abriu na 4ª DP em conjunto com a 2ª DP", disse o delegado Júlio Lima.

"A gente tinha a informação de que o José Roberto Júnior falsificava e vendia os documentos sobretudo para os criminosos da facção. Criminosos foragidos que usavam os documentos para não serem identificados", acrescentou.

Na ação, outras cinco pessoas acabaram detidas em flagrante por posse de documentação falsa. Algumas delas estavam prestes a fazer uma identidade. "Um rapaz foi identificado com um documento falsificado. Questionado, ele relatou que teria tido o agenciamento desse investigado, o que fez a gente acelerar o cumprimento das buscas, que resultou na operação", explicou.

A venda dos documentos garantia ao investigado o retorno financeiro elevado. "Ele já foi preso por falsidade documental, mas progrediu, já estava solto e continuando nessa vida. Isso é muito complicado, porque esse tipo de documento também é usado por estelionatários para aplicar golpes", pontuou.

O que chamou a atenção da Polícia Civil é a quantidade de pessoas investigadas que compraram o documento falso com o investigado. "A gente encontrou quatro documentos com fotos dele e com dados de terceiros. Isso chama a atenção".

O material apreendido na operação pode levar a novos desdobramentos, segundo informou o delegado Júlio Lima. "Tem que investigar também as facilidades, os acessos, os contatos que esse cidadão tem com alguns agentes públicos que facilitem a obtenção de dados, de documentos, de folhas de documentos do Itep para falsificar esses RG's", concluiu.


Com informações de: portaldatropical