quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Governo inspeciona queijeiras do Seridó

| |

Para avançar na implementação das queijeiras do Seridó que foram ou estão sendo construídas e equipadas pelo Governo do RN, o secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, inspecionou algumas das unidades localizadas nos municípios de Jucurutu e Caicó nesta quinta-feira (25). A finalização dessas execuções, transformará em profissionais de laticínios, os agricultores que têm na produção familiar sua principal atividade, adequando-os às legislações sanitárias e inserindo-os no grande mercado.

Esses produtores são beneficiários do Edital do Leite e Derivados do Governo do Estado que, viabilizado pelo Governo Cidadão e pela Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE), construiu 39 queijeiras ligadas às cooperativas Agropecuária do Seridó (Capesa) e dos Agricultores Familiares do Seridó (Coafs). Todas as unidades estão sendo estruturadas de forma que atendam aos padrões sanitários vigentes.

A Coafs e a Capesa ainda receberam, respectivamente, reforma e usina fotovoltaica que fornecerá parte da energia de que necessitam. No caso da Capesa, a usina servirá ao funcionamento das unidades de beneficiamentos ligadas à cooperativa. A iniciativa se deu a partir do investimento estatal que ultrapassa os R$ 20 milhões, viabilizados pelo acordo de empréstimo junto ao Banco Mundial.

A governadora Fátima Bezerra classificou esta ação como “um salto significativo e importante para a cadeia produtiva do leite no Rio Grande do Norte”. Sobre os dois dias de vistoria, Mineiro destacou: “Estamos visitando essas queijeiras para identificar eventuais dificuldades em suas execuções. Esses homens e mulheres do campo precisam que seus empreendimentos comecem a funcionar o mais breve possível, certificados e dentro dos padrões sanitários, para que possam mudar a realidade econômica da região e fortalecer a pecuária leiteira potiguar com sustentabilidade”.

“QUEIJEIRA DE VERDADE"

Beneficiado com a construção de uma queijeira de 2.000 litros de capacidade e a aquisição de equipamentos, a partir do investimento estadual de mais de R$ 460 mil, o agricultor familiar do Sítio Soledade em Jucurutu, José Suélio de Brito, não esconde a ansiedade em receber a sua unidade que terá a obra finalizada nos próximos dias: “Produzir nossos queijos e manteigas numa queijeira de verdade, com tudo que temos direito, sem perder para nenhum laticínio era um sonho que agora está se tornando realidade”, disse o produtor que, atualmente, produz mais de 10 mil de queijo manteiga por mês.

Seu sentimento é compartilhado pelo produtor José Lopes, do Sítio Alegre no município de Caicó. “A obra foi finalizada, já instalamos os equipamentos, agora é ir atrás da certificação para produzir mais e melhor”, disse Lopes, que produz cerca de 270 quilos de queijo manteiga por dia.

E foi com este intuito que a queijeira foi inspecionada também pelo Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn) durante a visita desta quinta-feira. “Estamos inspecionando a obra, para ver se a mesma está de acordo com o que o projeto mostra, seguindo os padrões nas construções que possibilitam fluxos necessários à produção com foco na qualidade, higiene e segurança, de forma a obter o registro de funcionamento. Posteriormente os proprietários buscarão o registro dos produtos para a comercialização”, disse Franciele Minervino, fiscal do idiarn.