segunda-feira, 8 de novembro de 2021

Natal homenageia prefeito, servidores da Saúde e parceiros no enfrentamento da Covid-19

| |
Álvaro Dias foi homenageado pela liderança no enfrentamento à Covid-19 - Foto: Joana Lima

Quase dois anos depois do início da crise sanitária provocada pela Covid-19, o prefeito de Natal, os servidores da área de saúde do município e Secretarias Municipais, além dos parceiros da sociedade civil que atuaram no enfrentamento da pandemia, foram homenageados em uma cerimônia ecumênica nesta segunda-feira (8) no auditório do Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure). O ato de celebração também lembrou todos aqueles que perderam suas vidas enquanto cuidavam de pacientes internados.

A homenagem foi extensiva ao chefe do executivo municipal, secretários e demais departamentos da administração e da saúde. Foram lembrados diretores e coordenadores de todos os hospitais da rede municipal, UPAS, chefes das unidades básicas de saúde, SAMU, Vigilância Sanitária e laboratório municipal. Assim como os Ministérios Públicos Estadual, Federal e do Trabalho, Defensoria Pública, Universidade Federal do RN, Instituto de Medicina Tropical, Ordem dos Advogados do Brasil, Comitê Científico, Universidade Potiguar, Arena das Dunas, Shopping Via Direta, Câmara Municipal de Natal, dentre outros profissionais. O secretário Adjuto Dias, da Semtas, recebeu o diploma em nome de todas as secretarias municipais homenageadas.

Para o prefeito Álvaro Dias, este é o momento mais importante desde o início da pandemia por trazer o reconhecimento de uma longa jornada de sofrimento e angústia, mas também de alívio. "Agora podemos parar e dizer que vencemos o coronavírus na cidade do Natal, e poucos aqui sabem quanto tempo eu esperei por esse momento, quantas noites de sono foram perdidas nessa pandemia por mim e por todos aqui”, lembrou.

O prefeito resumiu o trabalho enfrentado pelos gestores como incansável, desde a abertura do primeiro Centro de Enfrentamento à Covid no Ginásio Nélio Dias, a contratação de mais profissionais de saúde, a abertura de postos de enfrentamento em outras zonas da capital, por fim a abertura de leitos de UTI e clínicos no Hospital de Campanha e a campanha de imunização da população.

Para o secretário de Saúde George Antunes, o momento é de lembrar os muitos heróis desta guerra cujo inimigo é invisível.