terça-feira, 16 de novembro de 2021

Semsur treina ambulantes da Árvore de Natal sobre normas de biossegurança

| |
Treinamento envolveu todos os selecionados no edital da Semsur para quem vai atuar no local - Foto: Semsur

A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) da Prefeitura do Natal realizou na manhã desta terça-feira (16), o treinamento dos 30 vendedores ambulantes selecionados para atuarem na Praça da Árvore de Mirassol durante o evento Natal em Natal 2021. Os ambulantes receberam recentemente licença eventual para atuar nos 51 dias de programação, a partir da próxima sexta-feira (19), quando o prefeito Álvaro Dias fará o acendimento oficial da Árvore de Natal.

O treinamento teve como base a Portaria 069/2021 que detalha as normas sanitárias e de biossegurança do Natal em Natal, bem como a área de atuação que, devido o impedimento da pandemia ano passado, teve a estrutura da avenida Passeio das Rosas reduzida, de 250 metros para 100 metros. Dentre as normas estabelecidas para o evento, todas as tendas deverão seguir os protocolos contra a Covid-19 e deverão, obrigatoriamente, usar máscaras e disponibilizar álcool 70% para desinfecção das mãos, não somente para os ambulantes como também para a clientela.

De acordo com o chefe de Fiscalização da Semsur, Carlos Falcão, todos os comerciantes autorizados a vender alimentos e bebidas devem manter seus equipamentos e utensílios devidamente higienizados e em condições adequadas de conservação. Só será permitida a utilização de utensílios descartáveis, o gelo utilizado deve ser fabricado com água potável e os molhos deverão ser comercializados somente em sachês individuais. Os alimentos a serem comercializados deverão ser protegidos e, quando necessário, embalados em saco plástico transparente de primeiro uso. A íntegra da Portaria 069, contendo todas as normas do evento, está disponibilizada no Diário Oficial do Município (DOM) do dia 25 de outubro.

O secretário da Semsur, Irapoã Nóbrega, enalteceu a volta do comércio dos ambulantes na Árvore de Mirassol. “Após um ano muito difícil para todos os comerciantes, por conta da pandemia que limitou e trouxe impedimentos a toda população da cidade, estamos agora proporcionando esse momento tão significativo para os vendedores informais. Durante 51 dias, eles poderão atuar e empreender o seu negócio, gerando renda e prestando um importante serviço à nossa cidade”.

Por isso, orienta o secretário Irapoã, será fundamental que todos os comerciantes entendam sua função e suas obrigações para que cumpram as regras porque a fiscalização da Semsur irá atuar e quem descumprir vai perder a licença e será impedido de trabalhar no local durante o evento.