quinta-feira, 4 de novembro de 2021

[Vídeo] Comandante-geral da PM fala sobre locação de viaturas e punição a sargento Breno, confira

| |


Em entrevista ao Cidade Alerta RN, na noite dessa quarta-feira (03), o comandante-geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, Coronel Alarico Azevedo, falou sobre os recentes pontos polêmicos envolvendo a corporação. Em relação ao contrato de locação de 60 viaturas, que se encerrou no último domingo (31), o comandante garantiu que a população não ficará desassistida.

Segundo Alarico, um Termo de Ajustamento de Conduta foi assinado para garantir a circulação dessa frota. 

Segundo o MPRN, 50 municípios do estado seriam afetados com a falta de viaturas. No entanto, o coronel rebateu a informação. "Tranquilizar a população que o RN não vai ficar sem viatura para a Polícia Militar. Nós temos viaturas institucionais e temos viaturas locadas", comentou.

O comandante ainda comentou sobre os convênios firmados entre governo e prefeituras para manutenção das viaturas. "Nós estamos nos esforçando, já apresentamos ao governo para que no próximo ano possamos aumentar o orçamento para manutenção para que a gente possa atender a todo o nosso pátio", acrescentou.

Sobre a punição ao sargento Breno, que prendeu um homem que estava furtando fios, o comandante alegou que a penalização foi aplicada pela Corregedoria. "Da corregedoria foi enviado para a Polícia Militar já com as informações do ocorrido com a comprovação através de laudos do Itep e de testemunhas. Nós homologamos a punição. Não pelo fato de ele ter recuperado o material, mas pela situação da lesão que foi apresentada e identificada através do procedimento na corregedoria", contou.

O outro ponto polêmico envolve um major da corporação, que teria instruído que outro militar desse um tapa no rosto de uma aluna do curso de formação de soldado.