sábado, 1 de janeiro de 2022

Em primeiro dia de 2022, Prefeitura lança projeto "Bebê Cidadão Parnamirinense"

| |

A prefeitura de Parnamirim, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), com o apoio das secretarias de Saúde (Sesad) e Educação (Semec), iniciou neste primeiro dia de 2022, na Maternidade Divino Amor, o projeto "Bebê Cidadão Parnamirinense", o qual visa o fortalecimento das políticas de atenção à Primeira Infância.

A iniciativa, coordenada pela Secretária de Assistência Social, Lêda Taveira e a Secretária Adjunta, Marta Lopes tem como um dos principais objetivos a elaboração de um Plano Municipal de Atenção à Primeira Infância, através do qual serão incorporadas outras ações às políticas públicas já existentes no município.

O marco inicial do projeto foi a homenagem ao primeiro bebê nascido no ano de 2022, na Maternidade Divino Amor. Na ocasião, em ato simbólico, foram entregues as chaves da cidade ao bebê Vitor Manoel, que nasceu às 02:58min, deste dia 1º. 

“O dia de hoje reforça e simboliza o nosso compromisso com as crianças parnamirinenses, prestando toda a assistência necessária nos três principais pilares do desenvolvimento infantil, que são: a Assistência Social, a Saúde e a Educação”, disse Lêda Taveira.

Durante a ocasião, o pai da primeira criança parnamirinense nascida em 2022 não se conteve de alegria e emoção. Para Djamilson Aguiar, receber as chaves da cidade pelo filho, foi motivo de orgulho. “Eu fico muito feliz e orgulhoso em saber que meu filho foi homenageado dessa forma. A mãe não pôde comparecer devido ao pós-operatório mas também está muito feliz”, falou.

A Secretária Nacional da Primeira Infância, Luciana Siqueira, fala sobre a importância de trazer projetos voltados para a Primeira Infância à Parnamirim. “Essa iniciativa mostra o olhar sensível que a gestão tem sobre a pauta. O investimento na Primeira Infância é a solução para a transformação da sociedade no que se diz respeito à quebra do ciclo de pobreza. Se investirmos nessa fase desde a gestação aos 3 anos de idade, teremos mais adiante, crianças mais saudáveis, prontas para o processo de alfabetização e serem inseridas na sociedade”, afirmou.

Para a secretária de saúde, Terezinha Rêgo, o momento representa um grande passo para a saúde, a educação e a assistência social. 

A diretora da Maternidade, Ana Michele, explica a importância da iniciativa. “É um projeto que abre portas. Haverão vários passos e iniciativas em relação à proteção e a garantia de direitos. Para a Maternidade Divino Amor, é algo excepcional, começando o ano forma abençoada. Dias melhores virão, especialmente para nossas crianças.”, disse.