domingo, 8 de abril de 2018

Bolsonaro pede que STF trate Lula como bandido comum

Fátima Meira/Futura Press
Foto: Fátima Meira/Futura Press
O pré-candidato à sucessão presidencial do PSL Jair Bolsonaro, defendeu que o STF (Supremo Tribunal Federal) trate o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como um "bandido comum".
Em protesto em Brasília ele pregou que a Suprema Corte tenha um compromisso com o país e que ela não seja desmoralizada. "Lula não é um bandido especial. Ele é um bandido comum como qualquer outro. A gente espera que, após a votação, o juiz federal Sérgio Moro possa determinar a prisão dele", disse.
Em discurso improvisado, após ser impedido de subir no caminhão de som do movimento Limpa Brasil, ele defendeu a declaração do comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas. "O Exército brasileiro nunca esteve ligado à partido nenhum. O partido dele se chama Brasil", disse.
com informações de yahoonotícias