segunda-feira, 2 de julho de 2018

"Foi sobrenatural", diz Simone sobre internação em retiro espiritual






Comandando shows sozinha desde que a irmã precisou se afastar dos palcos por problemas de saúde, a cantora Simone passou quase três dias internada em um retiro espiritual em Belo Horizonte na semana passada. Ela falou sobre a experiência nos bastidores do VillaMix Goiânia.
Com voz suave e tranquilidade após se apresentar para um público de quase 60 mil pessoas, a coleguinha se mostrou renovada com a notícia da volta da irmã aos palcos em 9 de agosto. Ela também contou detalhes sobre o retiro espiritual no na capital mineira em um local que se chama Estância Paraíso.
Simone, que é evangélica, diz ter ido ao local com um objetivo concreto: curar a alma. Ela se matriculou em um curso de dois dias e meio chamado Morear depois de conseguir conciliar a agenda atribulada de shows.
"Coincidiu de eu fazer um show que dava 50 minutos de voo. Eu ia fazer um show na sexta, e dava certinho a data, pois eu saíria de lá às 14h. O show era meia-noite. Dava tempo. Deixei meu filho em casa, pois a gente precisa de cura da alma também. E fui."
No retiro, a cantora disse ter encontrado gente de todas as classes sociais. Ela conta que - inclusive - não foi reconhecida pela pastora que comanda o local, mas chamou a atenção dela depois de subir no palco para cantar um louvou aos presentes.
"Eu preciso ser luz onde vou e subi e cantei. E a Zanete assiste de casa tudo o que acontece no Morear. E ela me viu no palco, e não sabia quem eu era. Pois ela não assiste TV. E ela mandou me chamar na sala dela, ela disse que era uma glória. Que Deus mandou ela me gerar no ventre dela. E foi sobrenatural", relata a cantora sobre a experiência.
"É sobrenatural. As estrelas do céu cheguei a ver douradas. Cor de ouro. Você vê Deus. Não dá pra explicar. Tem que ir pra ver. Se eu pudesse colocava o mundo dentro daquele lugar. Ia sarar tantas feridas na alma."
Simone revelou que também refletiu muito sobre a relação com a família. "Quando você vai pra um lugar desse e ouve sobre coisas como paternidade, máscaras, você começa a ver que tem coisas que estão erradas na nossa vida e a gente precisa consertar", disse, destacando que até então achava que estava tudo bem como a sua vida.
Ela ainda pode refletir sobre a agenda atribulada. Com a doença da irmã, a dupla decidiu que agora só vai se apresentar três vezes por semana: às sextas, sábados e domingos.
"Artista trabalha muito, e lá falaram sobre a falta de tempo para os filhos. Eu entendi que meu trabalho fazia isso comigo. Eu tirava alguns momentos com o meu filho pra brincar. Mas às vezes as noites são tão duras que eu não tinha forças pra fazer isso. 

Mas eu entendi que mesmo com toda dureza você precisa se dedicar a isso porque lá na frente vai ser cobrado. E eu pude enxergar isso agora, que meu filho está com 3 anos. E eu vou poder cuidar disso agora. Isso é uma das pequenas coisas. Mas foram tantas coisas vi naquele lugar", resume.
com informações de yahoonotícias