domingo, 8 de julho de 2018

Grupo de Flautas dos agentes mirins ambientais vai se apresentar nas escolas de Natal

   

O grupo de flautas do projeto Agente Mirim Ambiental de Natal (Amana) está se preparando para realizar uma maratona de apresentações nas escolas municipais da capital. A equipe de flautista é composta por crianças carentes que fazem parte do projeto de segurança preventiva coordenado pela Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) e operado por instrutores da Guarda Municipal do Natal (GMN).
  
Segundo o guarda municipal e coordenador do projeto Amana, Marconi Lucas, as apresentações devem iniciar neste mês pelas escolas situadas nas proximidades do Parque da Cidade do Natal, local onde funciona as atividades dos agentes mirins ambientais. “O plano é de que toda quarta-feira o nosso grupo de flautas se apresente em uma escola do município, levando música de qualidade e despertando o interesse musical dos alunos”, contou.

Atualmente, 60 alunos beneficiados com a ação de segurança preventiva estão tendo regularmente os primeiros contatos com a teoria musical e aprendendo a desenvolver canções com a utilização da flauta doce. Já nas aulas iniciais ministradas pelo músico e professor Rener Fraga, é possível identifica alguns talentos e como a disciplina envolve e motiva a turma, que adquiriu um olhar diferenciado para a arte musical, demonstrada pelo interesse em aprender e conseguir entoa suas primeiras músicas com a flauta.

Nas instruções é possível constatar que as crianças começam a ter noção musical e apego ao instrumento como uma forma de lazer e entretenimento sadio, que vem complementar o conhecimento formal adquirido na escola regular.

As instruções são realizadas de maneira lúdica fazendo com que os alunos tenham os contatos iniciais com o instrumento e em seguida sendo apresentadas suas partes e funções. Outro ponto é que as aulas unem teoria e prática de maneira constante, fazendo com que a notas musicais e ritmos explicados no quadro sejam vistos e sentidos na prática com a utilização do instrumento musical. 

Além de despertar o interesse dos alunos pela boa música, o plano de levar o grupo de flautas para apresentações em escolas torna possível integrar ainda mais o grupo com apresentações em eventos sociais e em outras situações onde a educação, a conscientização e a cidadania sejam os temas de relevância.