quinta-feira, 19 de julho de 2018

Que absurdo !!! Casal potiguar espera há 4 dias na Itália sem saber quando retornará ao Brasil

Pelo menos 40 brasileiros foram afetados pelos cancelamentos dos voos da Cabo Verde (Foto: Josiel Fernandes de Araújo)

Depois de uma viagem de férias a Milão, na Itália, um casal potiguar está há 4 dias sem saber quando poderá voltar para Natal. Isso porque a companhia aérea Cabo Verde Airlines (TACV), cancelou vários voos nos últimos dias e não tem passado aos clientes informações concretas sobre o retorno. Pelo menos 40 brasileiros foram afetados pelos cancelamentos.
O casal comprou as passagens de ida e volta da TACV através de uma agência de viagens pela internet. "O voo saía de Fortaleza, no Ceará, com uma conexão em Cabo Verde, para depois chegar até o destino final. Para voltar, estava previsto o mesmo trajeto. Já na ida, a viagem foi cancelada e fomos encaixados no voo de outra companhia", contou ao G1.
Após o fim das férias, os potiguares foram ao Aeroporto de Milão-Malpensa no último domingo (15) para embarcar de volta. Lá, descobriram que a viagem havia sido cancelada e que não havia guichê da TACV. Horas depois, uma funcionária do aeroporto levou os passageiros para um hotel próximo. Nesse hotel, distante cerca de 20 minutos do aeroporto, os clientes ficaram até terça-feira (17), quando foram informados que seriam levados para outro hotel.  cercPassageiros estão há dias sem informações sobre retorno (Foto: Cedida)

Desde então, o casal está sem informações sobre o retorno. "Estamos abalados emocionalmente. Não há cobertura de saúde pública para os estrangeiros aqui. O período de férias já acabou e agora estamos com medo de perder nossos empregos ou de adoecer. Não temos mais dinheiro para voltar por outras companhias, as passagens estão custando cerca de 2 mil euros. Nesse hotel, não estamos comendo proteína, só massas, e só bebemos água, pois é isso que a companhia está fornecendo. Também não saímos mais do quarto para não perder informações sobre a volta, caso a Cabo Verde nos procure", relatou Josiel.

com informações de G1.com.br