sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Município dá o primeiro passo para obter o selo Amigo do Idoso

A Prefeitura de Parnamirim deu o primeiro passo para conquistar o Selo Munícipio Amigo do Idoso, conferido pela Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa, do governo federal. O Prefeito Rosano Taveira assinou ontem, 18, a adesão ao Selo, em meio às comemorações pelo Dia do Idoso, celebrado internacionalmente no dia 1º de outubro. 

"É mais um avanço da nossa gestão em seu ofício de cuidar dos cidadãos. O propósito desta estratégia é levar mais qualidade de vida e promover o envelhecimento saudável à população idosa em nosso munícipio", disse o Prefeito Taveira. 

A Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa envolve os Ministérios do Desenvolvimento Social, Saúde, Direitos Humanos e o Departamento de Atenção ao Idoso da Secretaria Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano.

"A ideia é incentivar a promoção de ações destinadas ao envelhecimento ativo, saudável, sustentável e cidadão, fomentando políticas públicas, programas, benefícios e serviços neste sentido", disse a Secretária Municipal de Saúde, Elisabete Carrasco.

Ao todo, o programa contém cinco fases, incluindo termos como a criação ou o fortalecimento dos conselhos municipais da pessoa idosa, capacitação dos servidores e o desenvolvimento de um plano de ação.

"No momento, estamos na fase de indicar os servidores que participarão das capacitações para esta estratégia", disse Elisabete Carrasco, Secretária de Saúde.

A implementação da Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa se efetiva por meio da conquista sucessiva de selos pelos municípios, começando pelo selo da adesão à estratégia. 

Em seguida vêm os selos Plano, Bronze, Prata e Ouro, que fazem referência à evolução do programa, partindo das etapas de capacitações e diagnósticos, passando pela criação do Plano Municipal da Estratégia, até a realização de ações efetivas para melhoria da vida dos idosos.

Dentre essas ações, destacam-se o direito à acessibilidade em espaços públicos, garantias de benefícios, prioridades e gratuidades de serviços após 60 ou 65 anos, espaços de convivência, prevenção à violência e ao abuso e a promoção de cuidados à saúde.