terça-feira, 27 de novembro de 2018

Reajuste salarial ao STF custará R$ 1,6 bilhão à União

   Colnago: fim do auxílio-moradia compensará gasto extra
   Foto: Paul Hanna/Reuters 

O reajuste salarial para ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), sancionado pelo presidente Michel Temer, deve causar um impacto de R$ 1,4 bilhão a R$ 1,6 bilhão nas contas da União, parcialmente compensado pela revogação do auxílio-moradia para magistrados, afirmou nesta terça-feira (27) o ministro do Planejamento, Esteves Colnago.

"A gente ainda está fazendo os cálculos, mas na União estaria girando em torno de R$ 1,4 bilhão, R$ 1,6 bilhão", estimou. Ele explicou ainda que esse número pode ficar maior, já que ainda não entraram em seus cálculos qual seria o gasto extra no Legislativo.
com informações de R7.com