segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Huck presidente? Não para Ciro: 'Melhor não colocar mais um estagiário lá'

Foto: Ricardo Moraes/Reuters

O ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro (PDT), terceiro colocado na eleição presidencial de 2018, disse acreditar que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) não concluirá o mandato, previsto para se encerrar em 31 de dezembro de 2022.


Em entrevista conjunta ao portal UOL e ao jornal Folha de S.Paulo, o pedetista ainda fez críticas a nomes que já se articulam para a próxima sucessão no Planalto, como o apresentador da TV Globo Luciano Huck. "Chega de mandar estagiário para Presidência da República", disse, sobre o apresentador.

Aos 61 anos e atualmente sem cargo eletivo, Ciro afirmou que negocia a publicação de seu quarto livro. Além disso, dá palestras sobre a situação socioeconômica do Brasil.

O pedetista ainda chamou o ministro da Justiça, Sergio Moro, de "corrupto", e afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pensa em política "24 horas" e está "desmoralizando a Justiça que resta no Brasil". Sobre o petista, por sinal, disse que não tem "mais nenhum apreço político pelo Lula".