quinta-feira, 6 de fevereiro de 2020

Bolsonaro cutuca Witzel e pede dica de apoiadores para resolver aumento de combustíveis

O presidente Jair Bolsonaro pediu dica de seus apoiadores nesta quinta-feira (6), em sua live semanal no Facebook, para resolver a questão do aumento dos combustíveis no país. 
Bolsonaro tem reclamado da alta nos postos, apesar de a Petrobras ter reduzido o valor nas refinarias, e defende que os estados reduzam o ICMS – os governadores, que contam com a receita do imposto no orçamento estadual, são contra. Mesmo prometendo acabar com os impostos federais sobre o combustível, caso os Estados reduzissem o ICMS, Bolsonaro não tem conseguido adesão.

"Em 37 dias, a Petrobras diminuiu 10% preço da gasolina e 13% do litro do diesel. O que aconteceu? O preço médio da gasolina nas bombas aumentou 1% e o diesel esteve estável. Estão falando que eu estou brigando com governador, não estou brigando com ninguém. É uma realidade", declarou.

Em seguida, Bolsonaro afirmou que buscará que o ICMS incida diretamente sobre o valor na refinaria, ou que seja estabelecido um preço fixo. "Vou mandar um projeto para o Parlamento, mas vai ser difícil passar. Nenhum governador se mostrou favorável a isso. Vocês estão sabendo de quem é a responsabilidade", disse.
Bolsonaro então pediu para que quem tivesse "liberdade de conversar com um governador ou um secretário de Estado responsável pelo assunto" que conversasse com a autoridade e buscasse uma alternativa. Depois, apelou a seus apoiadores nas redes sociais.

"Se alguém quiser me dar uma dica de como resolver, vamos tomar conhecimento. Tenho uma equipe que acompanha os comentários, vamos printar os comentários e trazer a solução", disse o presidente. "É uma política de preço que vem lá de trás, estou buscando uma maneira de resolvê-la."
com informações de yahoonotícias